notícias

Vale negocia com Andrade Gutierrez para reconstruir oito barragens

Vale negocia com Andrade Gutierrez para reconstruir oito barragens

15

abril

Mineradora suspendeu produção de minério após rompimento que deixou 277 vítimas em Brumadinho A Vale está em negociações com a empreiteira Andrade Gutierrez para a realização de obras em suas oito barragens em Minas Gerais, apurou o jornal O Estado de S. Paulo. Na semana passada, a mineradora acertou com a construtora fazer contrato de administração por obra. O acordo entre as duas companhias ainda depende de aprovação do conselho de administração da Vale. Pelas conversas entre as duas empresas, a Andrade Gutierrez vai começar nos próximos dias uma análise para colocar em curso seu plano para reconstruir as barragens da mineradora. Ainda não há um valor fechado. Nas últimas semanas, a mineradora tem mantido conversas com empresas especializadas para avaliar suas barragens. Tragédia O rompimento de uma barragem da mina da Vale - Córrego do Feijão -, em Brumadinho, no dia 25 de janeiro, deixou 277 vítimas entre mortos e desaparecidos. A tragédia de Brumadinho levou a mineradora a suspender a produção - a companhia vai deixar de gerar este ano quase 93 milhões de toneladas de minério de ferro, volume que responde por um quarto do total da capacidade de produção da mineradora. Os primeiros trabalhos da Andrade Gutierrez começarão a ser feitos na barragem Barão de Cocais. Um muro será construído por toda a extensão da barragem para conter os rejeitos antes de o processo de descomissionamento (desativação) da barragem começar a ser colocado em prática. Envolvida na Operação Lava Jato, a construtora Andrade Gutierrez está se desfazendo de vários ativos para reduzir suas dívidas. Segundo uma fonte familiarizada com a construtora, as negociações para as obras de contenção das barragens da Vale darão um respiro à construtora, que enfrenta problemas financeiros Com informações Dpto de Jornalismo - GUARITA AM/ Fonte: Correio do Povo