notícias

Procon se prepara para receber reclamações de bloqueios de celulares no RS

Procon se prepara para receber reclamações de bloqueios de celulares no RS

06

dezembro

Com mais uma etapa de bloqueio de celulares irregulares em diversos estados, a expectativa é de recebimento de queixas nos Procons municipais e estadual. O sistema da Anatel para bloquear telefones móveis piratas entra em operação em 10 estados, incluindo o Rio Grande do Sul, a partir do próximo sábado. Serão bloqueados apenas celulares piratas novos, ou seja, o alvo da ação são aparelhos irregulares que entrarem na rede das operadoras a partir do início do envio das notificações naquela localidade. Estima-se que existam mais de 300 mil telefones falsificados ou adulterados no país. No Distrito Federal e no estado de Goiás, onde o bloqueio está implantado desde maio deste ano, já foram excluídos das redes das prestadoras móveis mais de 100 mil celulares piratas. A diretora do Procon Estadual, Maria Elizabeth Pereira, explica que o órgão está preparado para receber consumidores que venham a se sentir lesados. “Ainda não recebemos reclamações porque os bloqueios começam no final de semana no Rio Grande do Sul. A partir disso, se o consumidor se sentir lesado, vamos analisar o motivo. Se for uma questão com a telefônica, o usuário pode ser reparado”, sustentou em entrevista ao Guaíba News. Entra em vigor no próximo sábado o bloqueio de celulares piratas nos estados do Acre, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina e Tocantins. Desde 23 de setembro, o bloqueio já vale para o Distrito Federal e Goiás. Os usuários já estão recebendo mensagens via SMS, informando que o aparelho irregular vai ser bloqueado, com base na lei 9.472. A primeira delas chegou ainda em 23 de setembro. Outros alertas chegaram 50 dias e 25 dias antes. Todas as mensagens são enviadas pelo número 2828. Samantha Klein/Rádio Guaíba Com informações Dpto de Jornalismo - GUARITA AM/ Fonte: Portal Rádio Guaíba