notícias

Globo desembarca e corta a cabeça de Temer

Globo desembarca e corta a cabeça de Temer

20

maio

Família Marinho, que exerceu papel central na construção do golpe de 2016, não quer mais seu preposto Michel Temer na presidência da República; a mensagem está claríssima na edição desta sexta-feira do jornal O Globo; Merval Pereira, principal porta-voz dos Marinho, disse que Temer não sabe diferenciar o certo do errado e disse ainda que ele é um desqualificado na presidência; Ancelmo Gois comparou Temer a Richard Nixon, que disse que não renunciaria para cair apenas dois dias depois; Miriam Leitão se somou ao coro dos descontentes; Temer, que nunca teve legitimidade nem apoio popular, se sustentava em dois pilares: a Globo e a base corrupta do Congresso; sem a mídia e sem condições de aprovar quaisquer reformas, ele está nos seus estertores.


A Globo mandou um sinal claro nesta sexta-feira: não quer mais governar o Brasil, por meio de seu preposto Michel Temer, a quem instalou no poder por meio de um golpe parlamentar.
A mensagem ficou evidente na edição desta sexta-feira do jornal O Globo, da família Marinho. Merval Pereira, principal porta-voz dos Marinho, disse que Temer não sabe diferenciar o certo do errado. Segundo Merval, a conversa gravada com Joesley "o desqualifica para exercer a presidência da República". Ancelmo Gois comparou Temer a Richard Nixon, que disse que não renunciaria para cair apenas dois dias depois. Miriam Leitão se somou ao coro dos descontentes, ao dizer que o silêncio de Temer, enquanto ouvia um empresário relatar vários crimes, é mais eloquente do que suas próprias palavras. Temer, que nunca teve legitimidade, pois é fruto de um golpe, nem apoio popular, uma vez que 90% dos brasileiros o rejeitam, se sustentava em dois pilares: a Globo e a base corrupta do Congresso. Sem a mídia e sem condições de aprovar quaisquer reformas, ele está nos seus estertores.