notícias

A descoberta por acaso que joga luz sobre o mistério da construção das pirâmides do Egito

A descoberta por acaso que joga luz sobre o mistério da construção das pirâmides do Egito

10

novembro

O mistério de como as pirâmides egípcias foram construídas está um passo mais perto de ser revelado - graças ao acaso. Um grupo de cientistas da Universidade de Liverpool, na Inglaterra, e do Instituto Francês de Arqueologia Oriental, que investigava uma série de inscrições em uma antiga pedreira em Hatnub, localizada no Deserto Oriental do Egito, a leste do rio Nilo, encontrou uma rampa ladeada por degraus em ambos os lados com vários buracos em que poderiam ser encaixadas grandes colunas. Embora a teoria de que os antigos egípcios usavam rampas para mover pedras não seja nova, a estrutura encontrada pela equipe anglo-francesa é significativamente mais forte do que se imaginava possível para a época. Os cientistas acreditam que os trabalhadores colocavam os blocos de alabastro usados para erguer as pirâmides sobre uma espécie de trenó de madeira que eram amarrados com corda a colunas de madeira. Assim, eles poderiam transportar o material de pedreiras situadas em encostas muito íngremes, com uma inclinação de 20% ou mais. As cordas amarradas ao "trenó" atuavam como um multiplicador de forças, facilitando o deslocamento do veículo pela rampa. Único no mundo Em entrevista ao site de notícias científicas Live Science, a codiretora da missão em Hatnub, Yannis Gourdon, explicou que esse tipo de sistema não foi encontrado em nenhum outro lugar do mundo. As inscrições da caverna permitem localizar a rampa na época do faraó Khufu ou Jufu, que construiu a Grande Pirâmide por volta de 2550 a.C. Embora não haja evidências de que o método tenha sido usado para construir a pirâmide, graças a essa descoberta os cientistas consideram provável que essa tenha sido a técnica usada no Egito naquela época. Direito de imagem Getty Images Image caption Como as pirâmides foram construídas tem sido objeto de grande especulação A Grande Pirâmide A Grande Pirâmide é a maior das três que coroam o sítio arqueológico da cidade de Gizé, no Egito, com 146 metros de altura. É a mais antiga em meio às obras artísticas e arquitetônicas conhecidas como as sete maravilhas do mundo. Hoje sabemos que ela teve uma função funerária e que abrigou os corpos dos faraós Quéops, Quéfren e Miquerinos. Mas tamanho monumental continua surpreendendo os especialistas. A maioria dos arqueólogos concorda que os trabalhadores que atuaram na construção usaram um sistema de rampa para mover blocos de pedra até a pirâmide. Mas como funciona exatamente esse sistema permanece um mistério - sobre o qual a nova descoberta pode lançar um pouco de luz. Com informações Dpto de Jornalismo - GUARITA AM Fonte: Portal BBC Brasil